EUA deporta mexicanos para a capital, não na fronteira

0
554

Objetivo da medida é evitar que os deportados fiquem vagando pelas cidades da fronteira

Da redação com AP -O governo dos Estados Unidos começou esta semana a enviar os imigrantes mexicanos deportados para a Cidade do México em vez de levá-los às cidades da fronteira, numa experiência que terá duração de dois meses e tenta aliviar as cidades fronteiriças mexicanas lotadas pela chegada de pessoas expulsas do país vizinho.

A agência federal de Imigração e Proteção de Alfândega (ICE, na sigla em inglês) explicou que o programa piloto começou com a partida de 131 mexicanos. Os voos sairão duas vezes por semana de El Paso, Texas, até 29 de novembro, quando os dois governos avaliarão os resultados.
Os voos não são voluntários, ao contrário de uma iniciativa anterior de deportação de mexicanos presos pela Patrulha Fronteiriça durante o verão do Arizona, em que foi aplicada de 2004 a 2011.

O governo dos EUA paga pelos voos, enquanto o do México cobre os gastos para transportar as pessoas da capital até suas cidades. Os deportados incluem os que possuem antecedentes criminais e aqueles que têm um histórico limpo.

A tentativa ocorre porque as cidades fronteiriças mexicanas estão lotadas com a grande quantidade de deportados que não possuem raízes, têm poucas perspectivas de emprego e algumas vezes um espanhol limitado. Muitos são deportados para cidades afetadas pelo crime organizado, em particular o estado de Tamaulipas.

“Os recém-repatriados, com frequência sem condições para voltar às suas cidades, são suscetíveis de se tornar parte de organizações criminais como forma de sobrevivência”, disse Gustavo Mohar, subsecretário de População, Migração e Assuntos Migratórios do Ministério do Interior do México.

John Morton, diretor do ICE, revelou que os voos “assegurarão que os indivíduos repatriados ao México sejam trasladados em circunstâncias seguras e controladas”. O ICE, que está administrando os voos, divulgou que os passageiros incluirão mexicanos com condenações penais nos Estados Unidos e os que não têm antecedentes criminais. Eles serão levados para um centro de processamento em Chaparral, Novo México, antes de ser colocados nos voos no Aeroporto Internacional de El Paso.

O governo de Obama priorizou a deportação de imigrantes com condenações penais entre as quase 400.000 pessoas de todas as nacionalidades expulsas do país a cada ano. O Departamento de Segurança Nacional afirmou que quase metade dos 293.966 mexicanos deportados no último ano fiscal tinham antecedentes criminais.

A política aumentou a preocupação nas cidades fronteiriças de que os deportados estejam sendo vitimados, cometam pequenos delitos menores, ou recrutados por quadrilhas. Os voos do Programa de Repatriação para o Interior do México trasladaram 125.164 passageiros a um custo total de 90,6 milhões de dólares de 2004 a 2011, ou seja, uma média de 724 dólares por passageiro, segundo o ICE.