EUA detêm 125 por visita a site de pornografia infantil

0
1220

Uma operação levou à detenção de 125 pessoas em 22 Estados dos EUA por visitar sites de pornografia infantil, segundo informações oficiais.

O Escritório de Imigração e Alfândegas anunciou nesta quinta-feira, em comunicado, que as páginas mostravam crianças em atividades sexuais com adultos. A Operação Emissário aconteceu em um período de dois a três meses, no fim de 2005 e início de 2006.

O comunicado informou que, além das 125 detenções, foram expedidas 225 ordens de apreensão de computadores pessoais. “A expectativa é de mais detenções à medida que as evidências sejam examinadas”, diz a nota.

O Escritório de Imigração e Alfândegas informou que as detenções incluem “um grande número” de indivíduos previamente declarados culpados de crimes sexuais contra menores. Grande parte das detenções ocorreu hoje no Estado de Nova Jersey, onde começou a operação.

Entre os detidos, estão um conselheiro religioso de Vancouver (Washington), um dirigente de escoteiros da localidade de Mission (Texas) e um funcionário do Escritório de Alfândegas e Proteção de Fronteiras, disse o comunicado.

Os detidos foram acusados de posse ou recepção de pornografia infantil. Se forem considerados culpados, podem ser condenados a um máximo de dez anos de prisão e multas de até US$ 250 mil.

“Não existe um refúgio seguro. A internet não serve para proteger quem consome e coleciona imagens de crianças agredidas e exploradas sexualmente”, disse Kyle Hutchins, agente do Escritório de Imigração e Alfândegas encarregado da investigação.