EUA terão 105 milhões de imigrantes em 2060

0
563

Previsão foi feita pelo Centro de Estudos sobre Imigração

Um estudo divulgado pelo Centro de Estudos sobre Imigração dos EUA calcula que a maior potência do mundo terá 105 milhões de imigrantes em seu território por volta do ano de 2060. A quantidade corresponderá à mais de 20% da população do país. O relatório foi preparado para orientar o debate nacional acerca dos impactos produzidos pelo fluxo de estrangeiros para a América.
De acordo com as estatísticas, os EUA recebem cerca de 1,6 milhão de imigrantes a cada ano, vindos especialmente da América Latina e Caribe. Para Steven Camarota, um dos responsáveis pelo estudo, o alto fluxo migratório fará a população passar dos 301 milhões atuais aos 468 milhões em 2060, um aumento de 56%. “É o equivalente à soma dos habitantes do Reino Unido, França e Espanha”, afirmou. Além disso, os futuros imigrantes e seus descendentes serão 67 milhões de pessoas no ano 2030. Em 2060, serão 105 milhões, o que equivale à população inteira do México.
No entanto, o alto nível migratório terá pouco impacto para desacelerar o envelhecimento da sociedade, segundo o relatório. No ano 2060, 61% da população estarão na idade ativa, que é entre 15 anos e 60 anos nos EUA. O estudo pretende mostrar aos americanos os custos e benefícios de um país mais densamente povoado, disse Camarota. “Ocorreu a mesma coisa com os judeus, os italianos e os alemães. Com o tempo, houve uma assimilação positiva que fez dos Estados Unidos o que são, uma potência mundial”, acrescentou Ben Wattenberg, membro principal da organização America Enterprise Institute.
No entanto, há quem discorde. “É um estudo deprimente”, afirmou Roy Beck, diretor-executivo da NumbersUSA, organização que realiza estatísticas sobre os níveis de imigração nos EUA. “Se os imigrantes continuarem chegando nesse ritmo, a vida dos meus netos será totalmente diferente”, disse Beck.