Ex-chefe do ICE condenado por pornografia infantil recebe sentença hoje

0
468

Anthony Mangione pode pegar até sete anos de cadeia pelo crime

O ex-chefe do ICE ( U.S. Immmigration and Customs Enforcement, a polícia imigratória) Anthony Mangione, preso em setembro de 2011 acusado de poossuir cerca de 150 imagens de pornografia infantil no seu laptop e já condenado pelo crime, receberá hoje sua sentença. Mangione, de 52 anos, aparecerá diante do juiz Kenneth Marra para saber qual será o seu destino, que inclui uma pena de até ste anos de prisão.

Mangione, um alto funcionário do ICE no sul da Flórida, era um dos mais ativos combatentes da pornografia infatil, perseguindo com veemência os praticantes desse tipo de crime. Sua reputação de diligente defensor das leis caiu por terra quando agentes do FBI deram uma busca em abril de 2011 na sua casa, em Parkland, depois de uma denúncia. O FBI acusou Mangione de possuir imagens de “crianças sofrendo extremo abuso, incluindo algumas de três anos de idade”.

O condecorado ex-policial foi preso em setembro de 2011, e declarou-se culpado na corte por somente uma acusação de pornografia infantil. O advogado de Mangione alega que alguém com esse tipo de atração sofre de uma perturbação mental geralmente causada por um trauma na infância.

Os que conhecem de Mangione estão perplexos como o ex-agente, com 27 anos de experiência como policial, pode ter jogado fora sua carreira, liberdade e reputação em troca de pornografia infantil. Ele foi flagrado pelo seu provedor de Internet, que detectou imagens ilícitas em seus emails e alertou o National Center for Missing & Exploited Children.

David Howard, advogado de Mangione, solicitou ao juiz a pena mínima para Mangione, pai de três filhos, alegando ele possivelmente será vítima de abusos na prisão. Segundo o advogado, o ex-policial já teria recebido uma carta com ameaças de pessoas que ele prendeu.