Êxodo de brasileiros é recorde na década

0
743

Mais de 90 mil pessoas deixaram o País em 2009, apesar da crise econômica e das restrições contra imigrantes na Europa e nos EUA

Com base num levantamento de passageiros que entraram e saíram do Brasil por via aerea, o pesquisador Victor Hugo Klagsbrunn calcula que o chamado “saldo migratório” do País no ano de 2009 ficou na faixa de 90 mil pessoas, um recorde na década. O dado não deixa de ser surpreende, especialmente se for levada em conta a crise nos países ricos e a forte repressão aos indocumentados nas Nações desenvolvidas, em especial na Europa e nos Estados Unidos.
O êxodo de brasileiros para o exterior voltou a ganhar força após registrar queda em 2008, quando cerca de 28 mil pessoas a mais entraram no país em relação aos que saíram. “O ano de 2008 foi claramente um ano especial. A crise veio muito forte e atingiu o mercado de trabalho, principalmente nos países para onde a migração estava se dirigindo”, analisa Victor Hugo. O saldo migratório só se tornou negativo em três momentos (1998, 2001-2004 e 2008), sempre associados a crises internacionais. A inversão mais drástica veio em 2001, quando os atentados de 11 de setembro de 2001 estancaram o forte fluxo de migração que se dirigia para os Estados Unidos.
O pesquisador ressalta que os números não devem ser tomados como um indicador absoluto, mas servem como termômetro para identificar tendências na migração de brasileiros. O estudo foi calculado com base em dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
De acordo com outro acadêmico, Williams Gonçalves, professor de relações internacionais da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, um dos fatores que podem explicar esse êxodo é a falta de informação sobre a gravidade da crise entre os novos imigrantes. “As pessoas formam a ideia de que o mercado lá fora é melhor e vão, sem nem saber direito da situação”, acredita. De fato, os brasileiros que deixam o País natal acreditam que vão encontrar no exterior uma qualidade de vida melhor e um dos principais fatores para isso é a violência no Brasil.