Família procura brasileiro que está há mais de três anos sem mandar notícias

0
1058

Ivo Gilberto Tavares fez contato da última vez em Merritt Island, na Flórida.

A família do gaúcho Ivo Gilberto Tavares, de 46 anos, está angustiada: há mais de três anos ele não manda notícias e é inevitável que os parentes pensem no pior. “Tudo passa pela nossa cabeça, afinal não sabemos se ele está vivo ou morto, doente ou até preso”, admite a publicitária Maria de Lourdes Tavares, irmã mais velha de Ivo, pelo telefone. Ela, no entanto, tenta manter o otimismo, apesar do sofrimento.

IvoIvo veio para os Estados Unidos há quase duas décadas, depois de ter fechado uma pequena empresa de serigrafia em Porto Alegre, e se fixou em Fort Lauderdale para estudar inglês e ingressar num curso de pilotagem de helicóptero. Durante 15 anos, ele mandava cartas e ligava constantemente para os familiares no sul do Brasil, contando sobre suas aventuras. E foi ficando… trabalhou na construção civil, foi garçom e atuou na área de turismo. Do sul da Flórida, partiu para a região Orlando, Altamonte Springs e Merritt Island, de onde fez o último contato. “Ele chegou a dizer que voltaria para o Brasil, mas antes queria viajar por algumas cidades americanas”, lembra Maria de Lourdes, referindo-se ao telefonema recebido pelo irmão em 2004.

Como não conhecia mais ninguém do convívio de Ivo, pois muitos dos amigos haviam retornado para Porto Alegre, a família buscou informações nos consulados brasileiros e em notícias nos jornais brasileiros aqui da América, sem sucesso. “A saída é torcer para que alguém que saiba o paradeiro dele nos procure o quanto antes”, torce a irmã, que hoje vive em Florianópolis (Santa Catarina). Para tanto, ela pede que os contatos sejam feitos pelo telefone (55 48) 9908-0016 ou pelo e-mail malutavares@abrhflorianopolis.com.br. “Sofro principalmente pelos meus pais, que são idosos. Muitas vezes eles acordam de madrugada gritando o nome do Ivo Gilberto, que já não vêem há 18 anos”, contou a irmã.