Família tenta arrecadar dinheiro para bebê fazer transplante de intestino em Miami

0
885

Pedrinho precisa de cirurgia em Miami que custa $1 milhão. Bebê nasceu em Eunápolis (BA) e está internado em Belo Horizonte desde os 10 dias de vida

Ana Paula Franco

DIVULGAÇÃO
Pedrinho precisa de cirurgia em Miami

Pedrinho precisa de cirurgia em Miami

A família do pequeno Pedro Gomes Oliveira, o Pedrinho, de dez meses, precisa conseguir juntar $1 milhão de dólares para fazer uma cirurgia que só é realizada no Miami Transplant Institute – MTI, em Miami. Ele tem Síndrome do Intestino Curto e vive no hospital desde que nasceu. A família da criança é de Eunápolis (BA) e está morando em Belo Horizonte há dez meses para fazer o tratamento.

O caso do menino é parecido com o dos pequenos brasileiros Pedrinho e Sofia que ficaram conhecidos no Brasil e pela comunidade brasileira por se tratarem de casos raros e tiveram um final feliz. Os dois necessitavam de uma cirurgia complexa para transplante de intestino e multiviceral de órgãos, respectivamente, e terem uma vida normal. Eles mobilizaram a sociedade brasileira por meio das redes sociais, conseguiram levantar $1 milhão de dólares, vieram para Miami e foram operados pelo chefe do setor de transplantes do MTI, o médico brasileiro Rodrigo Vianna. Hoje, as duas crianças inspiram cuidados médicos e têm uma recuperação lenta, mas estão passando bem e terão alta em breve.

A mãe de Pedrinho Oliveira, Sueide Gomes da Silva, disse ao AcheiUSA que o médico Rodrigo Vianna já se prontificou a fazer a cirurgia. “Os médicos do meu filho já contataram o dr. Rodrigo que está esperando conseguirmos os recursos para levá-lo. É uma luta muito difícil. Não vejo a hora de ver o meu filho livre da cama do hospital”, disse a mãe.

A família está realizando diversas campanhas para arrecadar recursos para a cirurgia. Os pais do menino, que têm outro filho de seis anos, contam apenas com uma renda de R$ 1.490 do caminhoneiro Ivanilto Oliveira de Souza que trabalha em uma empresa de transporte.
Para arrecadar o dinheiro suficiente para o transplante de intestino, a família de Pedrinho está com uma campanha na internet: “Salve o Pedrinho – Um pequeno gesto e um grande milagre”.

Sueide disse que ainda falta muito para conseguirem a quantia necessária, mas que todo tipo de ajuda é bem-vinda. De acordo com os médicos, a cirurgia é indicada quando Pedrinho estiver com 1 ano e com o peso entre 8kg e 10kg.

De acordo com informações do site G1, Pedrinho nasceu em Eunápolis (BA) no dia 14 de julho do ano passado, e foi para a capital mineira com dez dias de vida, por causa do problema de saúde.

“Ele nasceu na segunda-feira à noite, com 3,7kg. Na terça, ele estava com o choro fraco, sofrido, ficou pálido e tinha dificuldade para respirar”, relembrou Sueide. Por causa desses sintomas, a criança foi levada ao médico e, em seguida, teve uma parada respiratória.

Como o estado de saúde piorou, o médico procurou por vagas em hospitais maiores em Recife, em Salvador e em Belo Horizonte, onde a vaga foi achada. No dia seguinte, pela manhã, o garoto já estava internado na capital mineira. O bebê passou por vários exames como ultrassom e raios-X. Segundo a mãe, a barriga dele estava inchada e meio roxa. Os médicos optaram por fazer uma cirurgia e constataram que o intestino estava malformado, necrosado, com a síndrome do intestino curto. Foi preciso que o órgão fosse retirado. No CTI, Pedrinho se alimenta de forma intravenosa, por meio de um cateter. Os medicamentos também são administrados da mesma forma.

Quem puder ajudar basta entrar na página “Salve o Pedrinho” no Facebook. Existem três contas abertas para doação de recursos.

Serviço
Salve o Pedrinho
Banco do Brasil
Agência: 3014–7
Conta: 55252–6
Variação 51 
Cpf 07964395599
Pedro Gomes Oliveira