Festival de Cinema Brasileiro começa no sul da Flórida

0
625

Público vai poder assistir abertura em Hollywood

Que Hollywood combina com cinema ninguém duvida. O que pouca gente imaginava é que Hollywood vai abrir as portas para o cinema brasileiro. Para os mais afoitos, uma explicação: O Festival de Cinema Brasileiro de Miami, que chega à sua 13º edição, vai promover sua noite de abertura na Praia de Hollywood, no sul de Broward, no estado da Flórida, e não na Califórnia, onde fica a meca do cinema americano.

Para prestigiar a noite de abertura do “Cinema na Praia”, a Inffinito Foundation, promotora do evento, promove uma grande festa no Hollywood Beach Bandshell, que fica na Johnson Street com Board Walk, na noite desta sexta-feira, 5 de junho. A programação começa às 6 horas da tarde, com uma proposta singela aos convidados: ver o pôr do sol ao som do DJ Marcelo. À medida que a noite chega, surge o clima ideal para os convidados do festival assistirem o longa metragem “Meu Nome Não é Johnny”, do diretor Mauro Lima, vencedor do festival do ano passado.

O “Cinema na Praia” é aberto ao público e será exibido num local bem apropriado, com direito a bancos para os espectadores. O filme, baseado no livro de Guilherme Fiuza, conta a história de João Guilherme Estrela, um rapaz de classe média do rio de Janeiro que se transforma em chefe do tráfico de drogas. O elenco, encabeçado por Selton Mello, é de primeira e conta com Cleo Pires, Julia Lemmertz, Cassia Kiss, Eva Todor e André di Biasi entre outros. A sessão de estreia tem a presença confirmada de Jeffrey Donovan, astro do seriado “Burn Notice”, do canal USA, e do filme “Changeling”, dirigido por Clint Eastwood e estrelado por Angelina Jolie.

Simultaneamente, “ Meu Nome Não é Johnny” estará sendo exibido no Colony Theater (1040 Lincoln Theatre), em Miami Beach. Antes, será mostrado o curta metragem “Sete Vidas”, de Marcelo Spolemberg e Zé Mucinho, vencedor do festival do ano passado, nesta categoria. A entrada é grátis, excepcionalmente nesta sexta-feira. “O objetivo é dar uma opção a quem mora em Miami e, sobretudo, se precaver contra uma eventual chuva que pode prejudicar o evento ao ar livre”, comentou Isabel Flores, assessora de imprensa do Festival de Cinema.