Ficou para a última rodada

0
728

Título do Brasileirão 2008 vai para São Paulo ou Grêmio

Para os torcedores que aguardaram 37 rodadas e quase nove meses para saber quem seria o campeão do torneio nacional mais disputado do mundo, a espera acaba neste domingo. A última rodada do Brasileirão 2008 decidirá para onde vai a taça da CBF – se para o Morumbi ou para o Olímpico. Ao São Paulo basta um empate contra o Goiás para confirmar o tri-campeonato seguido e o sexto título da competição. Já o Grêmio torce por um tropeço do tricolor paulista (derrota), mas precisa fazer a sua parte e ganhar o confronto contra o Atlético Mineiro.

Mas o último capítulo dessa história ainda guarda outras disputas tão emocionantes quanto a que vai decidir quem ficará com o título: a luta pelas duas vagas restantes para a Taça Libertadores e a guerra para fugir do rebaixamento prometer agitar a torcida. Ou seja, na noite de domingo (7 de dezembro), vai ter gente gritando “É campeão!”, outros vão comemorar a conquista da vaga na Taça Libertadores de 2009, e uma outra parte estará aliviada porque seu time permaneceu na elite do futebol nacional. Mas, com certeza, haverá torcedor chorando o rebaixamento à Série B do futebol brasileiro.

O Tricolor do Morumbi precisa apenas de um empate no Centro-Oeste para garantir a festa. O jogo será em Brasília e, apesar da diretoria do Goiás ter anunciado o preço do ingresso a 400 reais, o São Paulo e a CBF não vão permitir a majoração escancarada na última partida do ano. Mas mesmo perdendo, o time comandado por Muricy Ramalho poderá levantar o troféu, caso o Grêmio empate ou perca do Galo, já classificado para a Sulamericana e sem outras pretensões no torneio nacional.

As torcidas de Palmeiras e Cruzeiro aguardam ansiosamente a confirmação de uma vaga na Libertadores, e os dois times ainda jogam em casa: o Alviverde recebe no Palestra Itália o Botafogo, que não tem mais nenhuma ambição no Brasileirão, e a Raposa conta com um Mineirão lotado diante da já rebaixada Portuguesa. Mas o Flamengo, que enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, precisa vencer e torcer por um tropeço de pelo menos um dos dois concorrentes.

Na parte de baixo da tabela, dois times fora da zona de rebaixamento fazem o jogo do ano para os seus torcedores. O Furacão precisa acabar com o sonho do Rubro-Negro Carioca para se garantir na Primeira Divisão sem depender de outros resultados. O mesmo vale para o Náutico, que vai a Vila Belmiro com a obrigação de vencer o Santos – este, por sinal, pode até cair se for derrotado, mas apenas se o Atlético-PR vencer, e o Figueirense derrotar o Internacional por uma diferença de pelo menos 17 gols. Os santistas podem dormir tranqüilos.
Entre os quatro piores na tabela de classificação, apenas o time catarinense e o Vasco ainda respiram. O Figueira tem de vencer e torcer para que o Timbu e Rubro-Negro paranaense percam seus jogos – empate ou derrota no Orlando Scarpelli manda o clube para a Segundona, independentemente de outros resultados. Já o time da Colina precisa dos três pontos contra o Vitória, em São Januário, além de torcer por resultados específicos de dois de seus três adversários diretos: derrota ou empate do Figueirense e Atlético-PR, e derrota do Náutico. Enfim, uma rodada cheia de emoções.