Filho de Osama Bin Laden pede fim da violência

0
357

Em entrevista à CNN, Omar implorou ao pai pelo fim da matança de pessoas inocentes

Sem vergonha do sobrenome, Omar Bin Laden, filho do terrorista mais procurado do planeta, fez um apelo ao pai: “Ache outro caminho para atingir seus objetivos. Essas bombas não estão fazendo bem a ninguém”, disse o empreiteiro, que vive no Cairo (Egito). Em entrevista à rede americana CNN, Omar, de 26 anos e casado com uma britânica, disse que não vê o pai desde 2000.

O filho de Osama garantiu que não sabe onde o terrorista está escondido, mas também não acredita que ele será capturado pelas forças de coalizão. “Ele certamente conta com o apoio da população da região onde está”, afirmou Omar. Para o jovem, o pai não pode ser considerado um terrorista, pois suas ações têm a intenção de ajudar o povo muçulmano. Mesmo assim, ele faz questão de ressaltar que não concorda com os atos que “matam pessoas inocentes”.

Em breve, ele e a mulher devem lançar um movimento pela paz no mundo. Omar, que chegou a treinar nos campos da rede terrorista Al Qaeda quando tinha 14 anos, mas abandonou o local pouco antes da maioridade, com a benção do pai. Quanto ao sobrenome, ele admitiu ter alguns problemas: “Muita gente ainda fica assustada comigo”, reclamou Omar.