Filhos maiores de 21 anos que aguardavam green card vão voltar para a fila de imigração

0
7028

Mudança na lei vai afetar milhares de filhos de imigrantes que aguardavam uma oportunidade de legalização

DA REDAÇÃO COM ASSOCIATED PRESS – A partir de agora os filhos de imigrantes que entraram na fila da legalização quando ainda eram menores de 21 anos vão ter que ter um processo à parte, ou seja, recomeçar tudo de novo como um adulto. A determinação foi aprovada pela suprema corte americana no dia 9 de junho e espera-se que afetE milhares de jovens que cresceram esperando a legalização e passaram da idade.

Em uma decisão apertada (5 votos contra 4), a lei gerou muita discussão na corte e levou seis meses para ser aprovada.

Em nome da maioria dos juízes, a juíza Elena Kagan afirmou que, com a nova lei, os oficiais de imigração vai poder automaticamente transferir o processo desses imigrantes que completaram 21 anos para outra categoria, a de adultos. A mudança não deve alterar a vida das milhares de crianças que vem atravessando a fronteira sudoeste dos Estados Unidos, sozinhas.

Porque a espera pela aprovação de um processo de green card pode levar anos, milhares de crianças completam 21 anos enquanto aguardam a legalização. O congresso tentou consertar esse problema em 2002 quando foi aprovado o Estatuto de Proteção à Criança. A lei permitia que crianças que completassem 21 anos mantivessem seu ligar na fila do green card como dependente dos pais.

No entanto, o estatuto gerou muita discussão sobre sobre quem poderia ser ou não beneficiado com essa facilidade. Durante a administração do presidente Barack Obama ficou decidido que o estatuto vai beneficiar apenas uma pequena parte dessas crianças que ‘envelheceram’ esperando pelo green card. Advogados do governo afirmaram que se o estatuto beneficiasse a todos, isso poderia provocar uma avalanche de jovens tentando entrar nos EUA, deixando outros para atrás.

Ativistas que lutam pelos direitos dos imigrantes não gostaram da novidade. Eles lembram que o estatuto foi aprovado com a ideia de unir as famílias, mas a nova lei é um retrocesso. De acordo com o Catholic Legal Immigration Network, ao forçar as crianças que completaram 21 anos de idade voltarem para a fila do green card poderá aumentar o tempo de espera em pelo menos outros nove anos.

Um grupo de legisladores que estavam no Congresso quando estatuto foi aprovado em 2002 – incluindo republicanos e democratas – enviaram um documento ao governo se posicionando contra a decisão. Grupos pró-reforma imigratória estavam esperando que o caso fosse discutido no Congresso, porém o problema da imigração parece que deve ficar de molho por mais algum tempo.