Flórida pode aprovar projeto de deportação imediata de detentos

0
802

Idéia é mandar para casa os imigrantes presos de baixa periculosidade, por motivo de economia

A Florida pode aprovar um programa de deportação imediata dos detentos imigrantes, com o objetivo de reduzir a população carcerária do estado, que pode ter atingido a marca de 100 mil pessoas. Segundo o senador republicano Mike Bennett, o projeto só trará vantagens: “Em vez de gastar cerca de 20 mil dólares por ano com cada preso, incluindo aí os custos com alimentação e segurança, podemos nos livrar deles por 600 dólares, que é o preço da passagem aérea”, disse o senador, que tem discutido o assunto com membros do departamento correcional da Flórida.

A medida poderá ser aplicada a cerca de 2.500 imigrantes legais ou ilegais, que estão atrás das grades aqui no estado, mas são de baixa periculosidade. O retorno imediato ao país de origem dependeria da vontade de cada detento, que teria sua pena reduzida, e a logística do transporte ficaria a cargo da polícia de imigração (Immigration and Customs Enforcement). Segundo Bennett, a idéia será bem acolhida, até porque o processo de deportação seria o caminho natural para os indocumentados nessa situação.

Programa semelhante já foi implantado em estados como o Arizona, onde a rápida deportação de detentos já mandou para a casa, desde 2006, 1.128 imigrantes em situação irregular, o que representou uma economia aos cofres de mais de 13 milhões de dólares nesse período. As autoridades acreditam que a proposta poderá resolver o problema da superpopulação nos presídios da Flórida: sem essa medida, o governo terá que gastar mais de 649 milhões de dólares para viabilizar 10 mil novos leitos nas prisões do estado nos próximos meses. “Nós já enfrentamos problemas na área criminal e também com a imigração. O projeto resolveria um pouco de cada”, finalizou Bennett.