Fred garante vitória do Flu; Galo bate São Paulo

0
497

Mesmo em campo ruim, Fred deixa sua marca de artilheiro e R10 mostra categoria no Estádio Independência em Belo Horizonte

A noite de estreia dos times brasileiros na fase de grupos da Libertadores também foi marcada por um duelo indireto entre três atacantes. Postulantes à camisa 9 da seleção, Fred, Luis Fabiano e Tardelli estiveram em campo, mas só o capitão do Fluminense marcou e ofuscou os rivais pela vaga.

O time carioca venceu o Caracas por 1 a 0 pelo grupo 8, enquanto o Atlético-MG derrotou o São Paulo por 2 a 1 no grupo 3. Mesmo atuando em um gramado muito ruim alvo de criticas do técnico Abel Braga -, Fred foi o destaque do Flu na Venezuela. Movimentou-se no primeiro tempo, deu passes e chutou duas bolas por cima antes de marcar o gol de sua equipe. Rafael Sobis chutou de fora da área, a bola bateu na zaga e sobrou para o camisa 9 chutar colocado no ângulo esquerdo. Ao todo, foram quatro finalizações de Fred em toda partida. “Diante das dificuldades que o campo proporcionou, soubemos jogar bem e de acordo com a situação. No ataque, para fazer uma tabela era duro. Mas já tínhamos treinado, sabíamos das dificuldades. Estrear com vitória era o objetivo pela ansiedade da estreia, por não conhecermos tanto a equipe deles e por jogar fora de casa”, declarou Fred ao final da partida.

Luis Fabiano apagado e Tardelli desentrosado

Se Fred foi o destaque da vitória do Fluminense, os outros dois candidatos ao posto de centroavante da seleção não devem ter entusiasmado muito o técnico Luiz Felipe Scolari. Na vitória do Atlético-MG sobre o São Paulo, Luis Fabiano ficou o primeiro tempo inteiro escondido. Não à toa, o São Paulo não finalizou nenhuma vez nos primeiros 45 minutos.

Na etapa final, o camisa 9 ainda perdeu uma ótima chance ao sair cara a cara com o goleiro Victor, chutar forte e ver o rival fazer ótima defesa. Apesar de não ter ido bem na função de ‘matador’, o atacante são-paulino participou do gol de Aloísio com bom passe, deixando o companheiro na cara do gol para marcar.

O foco maior no estádio Independência, porém, esteve em cima de Diego Tardelli, que reestreava no Atlético-MG após dois anos fora. O atacante, que foi contratado para ser a “cereja do bolo” no time mineiro, se movimentou e correu bastante, mas teve produção discreta. O jogador atuou mais deslocado pelas pontas e teve a necessidade de auxiliar na marcação, atuando pela meia esquerda em alguns momentos, e em outros na meia direita. Mostrou pouco entrosamento com os companheiros de ataque e reconheceu que teve uma atuação razoável diante do São Paulo, mas afirmou que necessita de maior ritmo de jogo.

Entretanto, Ronaldinho Gaúcho mostrou categoria e foi o principal artífice da vitória do Alvinegro mineiro sobre o Tricolor paulista, sendo autor dos passes para os gols de Jô e do zagueiro Réver. Aloisio descontou para os paulistas, após bom passe do Fabuloso.