Furacão Gordon atinge nível 3 na escala que vai até 5

0
728

O olho do ciclone não representa uma ameaça para localidades em terra

O furacão Gordon ganhou força, passando a apresentar ventos máximos sustentados de 195 km/h, enquanto, Helene, a oitava tempestade tropical da temporada no Atlântico, se formava ao sul das ilhas de Cabo Verde.

Gordon é agora um poderoso ciclone de categoria 3 na escala que mede a intensidade de furacões, a Saffir-Simpson, que vai até 5, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC), no boletim da zero hora, de Brasília.

O olho do ciclone, no entanto, não representa uma ameaça para localidades em terra. Ele se desloca na direção norte-nordeste a 20 km/h. Enquanto isso, a oitava depressão tropical da temporada de furacões no Atlântico Norte se transformou na tempestade Helene. O NHC prevê que ela continue se fortalecendo nas próximas 24 horas.

O centro da depressão estava localizado cerca de 910 quilômetros a oeste das ilhas de Cabo Verde, deslocando-se na direção oeste-noroeste a 35 km/h.

Três furacões (Ernesto, Florence e Gordon) já se formaram durante a temporada, que começou em primeiro de junho e termina em 30 de novembro, além de oito tempestades tropicais.