Furacão Rina mantém sua rota

0
757

Se as previsões se confirmarem, ele deve atingir o sul da Flórida no final de semana, com status de tormenta tropical

Até agora tudo bem.

A rota projetada do furacão Rina continua em direção ao sul da Flórida, e o sistema ainda é esperado perder força e se transformar em tormenta tropical antes de se aproximar de Cuba no sábado.

Se as previsões se confirmarem, pode haver tempo ruim para Flórida Keys entre quinta-feira e sábado. Mas o sul da Flórida deve ser poupado do pior pelo sistema. “Por ora, o fim de semana vai parecer mais nublado e mais ventoso”, disse o meteorologista Robert Molleda, do Serviço Nacional do Meteorologia. Ele acrescentou que algumas áreas isoladas podem ter fortes chuvas no final de semana.

Às 8 da manhã desta quarta-feira, o Rina estava no Caribe a cerca de 230 milhas a sudeste de Cozumel, no México, indo a 4 mph com ventos sustentados de 110 mph, quase atingindo o status de Categoria 3.

As últimas previsões para o Rina são a de que ele deve atingir a província de Yucatan no México na quinta-feira como um furacão e dirigindo sua curva a nordeste dentro do golfo do México na sexta-feira.

A previsão é a de que ele deve seguir para o norte de Cuba no sábado e no domingo e chegar ao Estreito da Flórida, quase 150 milhas ao sul de Miami, na segunda-feira. Ao mesmo tempo, deve encontrar-se com um fortes rajadas de ventos e enfraquecer para uma tempestade tropical a 50 mph.
Se o Rina mantiver a força de furacão nos próximos três dias, uma frente fria pode acelerar o sistema para o nordeste e possivelmente mais próximo da Flórida. “Entretanto, a maioria das análises e a previsão oficial mostram enfraquecimento significativo naquele período de tempo”, divulgou Richard Pasch, especialista em furacões do Centro Nacional de Furacões.

O Rina permanece relativamente pequeno, com ventos de força de furacão estendendo-se 25 milhas de seu centro e força de ventos tropicais a 115 milhas.

O sistema deve produzir até 16 polegadas de chuva e a tormenta deve elevar a até 7 pés de altura acima do normal o nível das marés ao longo da costa leste de Yucatan, nas primeiras horas desta quinta-feira.

O centro de furacões também está monitorando uma área de baixa pressão no centro-sul do Caribe, e dá 10 por cento de chance de se desenvolver nos próximos dois dias.