Governador da Flórida veta carteira de motorista para filhos de indocumentados

0
498

Apesar de aprovada por esmagadora maioria, tanto na Câmara quanto no Senado estaduais, Rick Scott não sanciona lei que favoreceria milhares de jovens já beneficiados pela Deferred Action do presidente Obama

DA REDAÇÃO, COM MIAMI HERALD — O governador da Flórida, Rick Scott, vetou na terça-feira (4) uma lei que permitiria que filhos de imigrantes indocumentados obtivessem uma carteira de motorista temporária, decisão que reforça a sua postura ao lado dos opositores linha-dura de uma nova política imigratória, e que pode lhe custar o voto dos eleitores latinos.

A medida, apelidada de lei da “Dream Act Driver License”, passou pelo legislativo com quase a unanimidade dos votos. Ela se aplicaria aos jovens beneficiados pela medida assinada pelo presidente Obama em 2012, relativa aos imigrantes trazidos pelos pais ainda crianças para os EUA. A medida do presidente suspende as deportações desses jovens durante um período de dois anos.

A politica, conhecida como DACA (Deferred Action for Childhood Arrivals) não concede a cidadania, ou mesmo uma possibilidade para ela. Passou facilmente pelas duas casas do estado. Foram 36 votos a favor e zero contra, no Senado, e 115 a 2, na Câmara.

“Isto é inconcebível”, disse o senador Darren Soto (D-Orlando), autor do projeto no Senado. “É uma medida política anti-hispânica. Ele perdeu uma oportunidade.”

O republicano Scott é candidato à reeleição em 2014, e apoiou as rígidas medidas anti-imigrantes do tipo das aprovadas no Arizona.

“Rick Scott continua discriminando milhares de imigrantes indocumentados”, disse o porta-voz do Partido Democrata na Flórida, Joshua Karp. “Em vez de acatar a decisão quase unânime do Legislativo, `ele` impõe a sua rígida ideologia aos floridianos — em detrimento aos jovens imigrantes que são o futuro da Flórida,” concluiu.