Governo brasileiro estuda estender projeto de trem bala

0
288

O governo brasileiro retomou o estudo de viabilidade para estender o trem de alta velocidade (TAV) para outras cidades do país além do trecho Rio-São Paulo-Campinas. Segundo o presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística), Bernardo Figueiredo, já se fala em construir trechos ligando São Paulo a Belo Horizonte, Curitiba e Brasília. Figueiredo estima que o edital para contratar a empresa concessionária que vai operar do primeiro trecho de trem de alta velocidade brasileiro, mais conhecido como trem-bala, ligando o Rio de Janeiro a São Paulo e a Campinas deve sair em poucos dias. O preço máximo de tarifa que poderá ser cobrada será de R$ 250, mas estima-se que esse preço caia para entre R$ 180 e R$ 200. A ideia é licitar a obra, que poderá ser tocada até por dez empresas, em 2014. O prazo para entrega da obra pelo governo para os concessionários que ganharem a operação será 2020. A obra da via que ligará Rio a São Paulo custará cerca de R$ 27 bilhões e a previsão é de que dure cinco anos.