Governo dos EUA divulga estudo com dados sobre imigração ilegal

0
612

Número de brasileiros tentando entrar pela fronteira caiu 97% nos últimos anos, mas indocumentados estão optando por rotas alternativas

O Departamento de Segurança Nacional (Department of Homeland Security) divulgou recentemente um estudo sobre a imigração ilegal nos Estados Unidos, fornecendo estatísticas ao que a nossa comunidade já sabia na prática: o número de brasileiros presos tentando entrar pela fronteira dos Estados Unidos com o México caiu 97% nos último anos – de 31.063 detenções em 2005 para apenas 977 em 2008. Segundo as autoridades, as causas para esta drástica redução são o endurecimento das leis imigratórias e do policiamento na divisa e ainda a crise econômica que afetou especialmente a América.

“Esse é um reflexo que os brasileiros não estão mais tão interessados no sonho americano”, afirma Alan Marcus, um professor universitário cujo foco de estudo é a imigração brasileira para os EUA. Para ele, que mantém contato constante com pessoas da nossa comunidade em todo o país, especialmente em Framingham (Massachusetts), muitos brasileiros estão voltando porque não conseguem encontrar emprego aqui, “mais notadamente nas áreas de serviços de limpeza e construção civil”.

Mas não foram apenas os brasileiros que desistiram de vir para os Estados Unidos. O mesmo documento mostra que o número de prisões de indocumentados na fronteira caiu para 723.840 em 2008, o menor índice desde 1976 – e depois de atingir 1.676.000 no ano de 2000. Só de 2007 para 2008, os agentes da fronteira prenderam 17% de estrangeiros. Marcus conta que os primeiros sinais deste êxodo foram sentidos em 2006.

De qualquer forma, ele adverte que ainda há brasileiros tentando entrar ilegalmente nos Estados Unidos – em menor número, é verdade, e usando novas rotas, como a Guatemala, Cuba e Bahamas. Isso explica, na opinião do professor universitário, que a nossa é uma das comunidades que cresce mais rápido no país. De fato, em outro estudo, o Departamento de Segurança Nacional detectou que entre 2000 e 2006, a população brasileira na América cresceu 110%, ficando atrás apenas dos indianos (125%).