Grandes empregadores americanos juntam-se ao programa do ICE

0
317

O ICE, o braço policial do Serviço de Imigração e Cidadania dos EUA (USCIS), anunciou recentemente que sete grandes empregadores do país Best Western International, Chick-fil-A, Inc., Hyatt, Kelly Services, Lexmark, Smoothie King e Toyota concordaram em formar uma parceria com o ICE ao se juntarem ao programa de cumprimento de padrões de emprego do órgão, IMAGE (Acordo Mútuo entre Governo e Empregadores do ICE). O IMAGE promove adesão voluntária e ajuda as companhias a assegurar que elas estão mantendo uma mão de obra dentro das leis do país.

Estas companhias fizeram um compromisso de proteger a mão de obra legal de nosso país, disse John Morton, diretor do ICE. Isto não é apenas uma decisão inteligente; é também fazer o que é certo ao olhos da lei e apoiar as empresas americanas que estão comprometidas as contratar mão de obra legal.

O IMAGE é um programa voluntário que permite às empresas firmar uma parceria com o ICE para manter uma mão de obra segura e estável e corta o emprego dos trabalhadores não autorizados através do alcance e da orientação. O ICE recentemente reestruturou o IMAGE, simplificando as exigências do programa. A partir daí, sessenta e duas companhias se inscreveram.

Os parceiros do IMAGE concordam em usar as práticas legítimas do cumprimento, incluindo inscrevendo-se voluntariamente no E-Verify, um sistema baseado na Internet que compara as informações colocadas no Formulário I-9 de um empregado, a Verificação de Eligibilidade de Emprego, com os dados do Departamento de Segurança Interna e com os registros da Administração de Seguro Social para confirmar a eligibilidade de emprego.

Eles concordam ainda a seguir as políticas de contratação e a realizar auditorias internas anuais. E concordam também a submeter-se a uma auditoria do ICE efetuada com formulários de elegibilidade de emprego. O programa IMAGE é parte da estratégia geral do ICE aplicada nos locais de trabalho, que visa identificar empregadores que sabidamente contratam mão de obra ilegal.

No ano fiscal de 2011, o ICE efetuou 2,496 auditorias de I-9 em comparação às 503 efetuadas em 2008. Abriu 3,291 casos de verificação nos locais de trabalho contra 1,191 de 2008. Prendeu 221 empregadores contra os 135 em 2008. Emitiu 385 determinações finais que resultaram em multas de $10,463,987 em comparação às 18 determinações finais que resultaram em multas de $675,209 em 2008. E finalmente puniu 115 indivíduos e 97 empresas contra nenhuma punição registrada em 2008.