Grupo de extermínio em Goiás era formado por policiais

0
537

Bando seria responsável por mais de 40 assassinatos no último ano e são acusados ainda de outros crimes

Um grupo de extermínio que agia no estado de Goiás foi desmascarado por agentes federais. O bando, acusado de pelo menos 40 assassinatos, inclusive de mulheres e crianças, era formado por policiais militares. O governo estadual formou uma comissão especial exclusivamente para investigar os crimes da organização criminosa, que se estendem para o tráfico de influência, corrupção, formação de quadrilha e ocultação de cadáver.

O grupo foi desarticulado na Operação Sexto Mandamento, que envolveu centenas de policiais federais em várias cidades de Goiás, inclusive na capital, Goiânia. Segundo os agentes, o bando de treze pessoas tinha como principal atividade a prática de homicídio, muitas vezes sem escolher suas vítimas. Entre os mortos estão crianças, adolescentes e mulheres, que não tinham ligação com crimes, mas que de alguma forma cruzaram o caminho dos assassinos. Um dos detidos na operação é o atual subcomandante-geral da Polícia Militar.

A Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Pública começarão a trabalhar na localização de todas as pessoas que desapareceram depois de serem abordadas pelos acusados. Os locais onde os corpos teriam sido ‘desovados’ também estão sendo devidamente procurados e, para tanto, a ajuda da população com denúncias e pistas é fundamental.