Grupo latino pede investigação federal para sheriff gay do Arizona

0
791

Paul Babeau tinha um relacionamento íntimo com um imigrante mexicano

Uma organização de defesa de direitos dos latinos solicitou uma investigação federal para um sheriff do Arizona que tenta obter uma indicação do Partido Republicano para disputar uma cadeira no Congresso. Ele foi forçado a confirmar ser gay em meio às alegações de conduta inapropriada feita por um imigrante mexicano com quem teve um relacionamento.

O grupo, Respect Respeto, enviou um pedido ao Departamento de Justiça dos EUA para inquérito sobre abuso de poder de Paul Babeau, sheriff do condado de Pinal.

Babeau confirmou ser gay e demitiu-se do comitê presidencial do Arizona, de Mitt Romney, por causa das alegações de seu ex-amante. Ele negou as acusações de ter ameaçado o homem, um antigo voluntário da campanha, com deportação, se o relacionamento entre eles viesse a público.

A Respect Respeto quer que o sheriff seja investigado em nome de cada imigrante que tenha sido ameaçado com deportação.
A carta, assinada pela diretora do grupo, Lydia Guzman, diz: “A ameaça veio de um graduado policial do condado de Pinal, uma pessoa que jurou proteger e servir as vítimas da criminalidade. Estes tipos de ameaças e atos de intimidação enviaram uma horrível mensagem à comunidade imigrante de que eles não podem contar com os órgãos policiais para sua proteção quando são vítimas de um crime”.
Babeau, eleito em 2008 como o primeiro sheriff republicano do condado de Pinal, atraiu a atenção nacional da mídia ao dar declarações contra a imigração ilegal e a fronteira insegura entre EUA e México.

Babeau disse a Wolf Blitzer, da CNN, ter sido vítima, e que seu ex-amante, identificado publicamente apenas como “Jose”, queria prejudicá-lo.

Jose – a quem o site Politico divulgou ser um mexicano de 34 anos de idade que vive legalmente nos EUA – voluntariou-se como gerente de mídia social para os websites da campanha de Babeau. O sheriff alegou que Jose enviou fotos dele e postou “coisas bastante negativas sobre mim”. As fotos haviam sido enviadas a Jose para “seu consumo pessoal”, confirmou.

Babeau encara eleições primárias no Arizona em 28 de agosto e afirmou que as ações de Jose foram motivadas politicamente. “Ocorreram diversos crimes cometidos contra mim e minha campanha”, disse o sheriff. “Tudo que eu queria é que isto parasse.”

Os dois homens se conheceram no site gay.com em 2006.