Grupo terrorista alicia portadores de HIV na Somália

0
447

Pessoas seriam usadas em atentados suicidas na Somália

A milícia radical islâmica Al Shabab, que tem vínculos com a Al Qaeda, convocou portadores de HIV a realizarem atentados suicidas contra o governo transitório da Somália. Integrantes da rede terrorista justificaram o convite alegando que estas pessoas “estão sem futuro”. A capital da Somália, Mogadício, está há um mês na sob fogo cerrado, desde que foi tomada por militantes.

Num comunicado divulgado no site do grupo, um dirigente do Al Shabab diz que “as vítimas da Aids esperam a morte e, por isso, podem ser usadas para atos heróicos e terem uma morte honrada”. Os terroristas querem derrubar o Governo Federal Transitório e criar um Estado muçulmano baseado na lei islâmica. O número de mortos nos combates nestes últimos 25 dias passou de 24