Homem condenado por engano em Broward será indenizado

0
450

Leroy McGee passou quase quatro anos na prisão e vai receber 179 mil dólares pelo erro

Passar três anos e sete meses atrás das grades, longe do convívio da família e cumprindo pena por um crime que não cometeu, tem preço, de acordo com uma nova lei da Flórida: apenas 179 mil dólares. Este é o dinheiro que Leroy McGee vai receber do estado por ter sido condenado erroneamente por assalto a mão armada a um posto de gasolina em 1991, em Fort Lauderdale. No momento da ocorrência ele estava no trabalho, numa escola pública, mas foi apontado por uma testemunha como o assaltante. Um erro do seu advogado acabou levando-o para a prisão.

Esta semana McGee assinou os papéis que lhe darão 179 mil em dez anos pelo erro da Justiça. Isso, porém, não vai lhe trazer os anos perdidos ao lado dos filhos, nem sequer o seu casamento de volta – a esposa de McGee se separou dele durante o cumprimento da pena. Mas ele estava satisfeito: “Que o meu exemplo sirva de alerta para as autoridades, pois muitos detentos estão lá por engano”, disse o homem de 42 anos, que foi o primeiro morador da Flórida a ser indenizado nessa situação, como parte desta nova legislação estadual. McGee acabou recuperando o seu emprego na escola, mas numa função inferior, e agora precisa trabalhar em três empregos para pagar suas contas.