Homem é acusado de ´homicídio mediante duelo´ nos EUA

0
426

Dois homens discutiram, separaram-se para buscar armas e se reencontraram para resolver a questão, diz um promotor. Lei sobre o assunto tem quase 200 anos

O ronco irritante de um motor pode ter desencadeado um tiroteio letal que levou a polícia do Estado de Virgínia Ocidental a apresentar uma rara acusação de “homicídio mediante duelo”, informam as autoridades. O crime, definido numa lei que é anterior à elevação da Virgínia Ocidental a Estado, é atribuído a Steven Bryant Simpson, de 47 anos.

Simpson é acusado de matar Dana Martin, de 39 anos, numa troca de tiros no dia 20 de abril. “Já tivemos tiroteios, mas não consigo me lembrar de nenhum outro como este, no qual houve um desentendimento, as pessoas se afastaram e voltaram exatamente ao mesmo local, cada uma sabendo que a outra tinha ido buscar uma arma”, disse o promotor Sid Bell.

A lei, de 1849, diz: “Se uma pessoa travar um duelo e, assim, infligir uma ferida letal, ela será considerada culpada de homicídio”. A Virgínia Ocidental tornou-se Estado em 1863. Segundo as autoridades, a punição é a mesma esperada nos casos de homicídio doloso.

Testemunhas viram os homens discutindo na rua, separando-se para buscar armas e reencontrando-se, armados, disse Bell. A perícia determinou que ambas as armas foram disparadas. Martin sofreu um ferimento fatal no torso.

As testemunhas disseram que Simpson ficou irritado com o ronco do motor de um veículo pesado dirigido por Martin, que passou diversas vezes diante da casa do duelista sobrevivente. Martin estava ajudando uma mulher a fazer uma mudança.