Imigração anuncia resultado de operação que deteve 183 fugitivos

0
830

Foram presas pessoas com ordem de deportação e uma brasileira foi detida por roubo

Uma semana depois dos boatos que aterrorizaram a comunidade brasileira, surgem os fatos que podem ter originado os comentários e o medo. O departamento de imigração anunciou, oficialmente, que prendeu 183 pessoas com ordem de deportação decretada e outros procurados pelas justiça por crimes comuns.
A operação está sendo comandada pela força especial ICE – Immigration and Customs Enforcement.
Entre os presos, pessoas procuradas por crimes de abuso sexual, tráfico de drogas e outros. Dos 183, 130 tinham ordem de deportação decretada. Os imigrantes eram originários de 26 países.
Essas operações são rotineiras e acontecem há anos, porem estão mais concentradas agora, segundo o diretor da operação, Michael Rozos.

Brasileira presa por roubo

Entre as prisões, ocorreu a de uma brasileira, residente em Pompano Beach, na segunda-feira da semana passada. A brasileira, que tinha ordem de deportação, foi detida pela polícia e entregue ao departamento de imigração acusada de roubo. A mulher, cuja identificação está mantida sob sigilo, morava no condomínio Blue Lake e trabalha fazendo limpeza em uma agência bancária. Segundo informações dos vizinhos, ela teria se apropriado de $3,000 em moedas, que estavam dentro da agência.
A intenção é, declaradamente, encontrar e deportar todos os fugitivos da polícia e do departamento de imigração. “Qualquer criminoso é um perigo para a sociedade”, justifica Rozos.
Cinqüenta e três desses detidos terão direito a apelar em corte por não terem nenhuma condenação em seu histórico. Eles foram presos por terem entrado pela fronteira do México.
A operação durou sete dias e coincidiu com o direcionamento do Department of Homeland Security em endurecer a segurança nas fronteiras a fiscalização dentro do país.

O DHS calcula que mais de 570 mil imigrantes com ordem de deportação circulem nos EUA, e desses, pelo menos 60 mil vivem na Flórida.