Indocumentados tentam chegar a Fort Lauderdale a nado

0
504

Polícia ainda não conseguiu prender todo o grupo composto por 20 pessoas; um dos imigrantes foi socorrido mas não resistiu


Polícia continua na busca por sobreviventes

Da Redação com Sunsentinel – Um grupo de aproximadamente vinte imigrantes indocumentados tentou entrar nos Estados Unidos a nado na manhã de quinta-feira (30). O barco que trazia o grupo os deixou a milhas da praia e os imigrantes tiveram que terminar o trajeto a nado, alguns passaram mal e tiveram que ser socorridos, um deles foi levado para ao Broward Health Medical Center e faleceu. A identidade da vítima não foi divulgada pela polícia.

Dos vinte, poucos foram presos, segundo as autoridades. A maioria conseguiu fugir. O imigrante que morreu não usava colete salva vidas, a equipe de resgate ainda tentou reanimá-lo na praia, mas não obteve sucesso e o imigrante foi levado para o hospital onde foi constatada sua morte. A polícia teve que ministar primeiros socorros a três pessoas que quase se afogaram.

Até o fim da tarde de quinta-feira (30) a guarda costeira continuava as buscas por imigrantes que conseguiram escapar. Dos cerca de vinte pessoas que estariam no barco, apenas oito foram presos. Eles estariam em boas condições de saúde, segundo a equipe de resgate.
Três mulheres que conseguiram sobreviver à travessia a nado foram presas ainda no estacionamento do Fort Lauderdale Beach Park. Outra mulher tentou fugir, mas foi pega pela polícia próximo a Cortez Street.

As autoridades afirmaram que receberam um alerta às 6am quando um morador do residencial Lago Mar afirmou ter visto um grupo nadando em direção à praia. Os imigrantes se jogaram do barco e nadavam em direção à costa, sendo que alguns usavam colete salva vidas e outros não.

O barco que teria levado os imigrantes até a costa americana foi encontrado horas depois próximo à praia de Fort Lauderdale. A embarcação não tinha documentos e acredita-se que o grupo seja do Haiti.

A polícia continua na busca por sobreviventes. Informações sobre o caso podem ser comunicadas à polícia pelo telefone (954)828-5700.