Inflação ameaça popularidade de Lula

0
498

Para economista, questão econômica mexe com a vida das pessoas

A população vai sentir cada vez mais os efeitos da inflação em alta e isso poderá mexer com a popularidade do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Esta é a opinião do economista e professor da Universidade de São Paulo Simão Silber. “A experiência mundial é clara. A popularidade de um governo depende da economia, do que mexe com a vida das pessoas. E hoje temos francamente uma situação em que o poder aquisitivo do pobre e da classe média está sendo comida por uma inflação alta. É um problemão que está instalado no país”, afirma.

O especialista avalia que o governo foi leniente na adoção de medidas para conter a inflação, principalmente em relação a medidas fiscais. Silber destaca que isso aconteceu porque o governo contou com a alta dos juros e a queda do dólar para o controle da inflação, mas não fez a “lição de casa”. Os gastos públicos, segundo ele, continuam crescendo acima da atividade econômica. Ele acrescentou que qualquer medida adotada agora só terá efeito em 2009.

De acordo com a avaliação de Lula permaneceu estável em junho, mas a luz amarela acendeu no Planalto: os aplausos quanto à atuação do governo no combate à inflação caíram para 41%, dez pontos abaixo do índice registrado em março.