Informações de ameaças terroristas nos EUA preocupam Casa Branca

0
619

da Folha de S. Paulo

O assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, Stephen Hadley, disse hoje que as informações dos serviços de inteligência americanos sobre a existência de ameaças terroristas, são “uma fonte de preocupação”.

Falando às redes de televisão americanas “ABC” e “CNN”, Hadley disse hoje que as informações são encaradas com preocupação e que o governo está respondendo a elas.

Acrescentou que elas “são uma boa lembrança” de que a luta contra o terrorismo os acompanhará por muito tempo.

Na semana passada, vários meios de comunicação anteciparam o conteúdo do relatório que as agências de espionagem americanas entregarão ao Congresso na terça-feira, no qual se afirma que a organização terrorista Al Qaeda vem redobrando seus esforços para atacar os Estados Unidos.

Além disso, outros meios afirmavam esta semana que os relatórios acusavam a Al Qaeda de tentar fazer com que seus militantes entrassem nos Estados Unidos e asseguravam que a organização terrorista é agora uma ameaça tão grande contra o território americano quanto era antes dos atentados de 11 de setembro de 2001 contra Nova York e Washington.

Além disso, na terça-feira, o secretário de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Michael Chertoff, disse que tinha a sensação de que um atentado poderia ocorrer na temporada de verão deste país.

Por último, Hadley disse hoje que o executivo dos Estados Unidos precisa deixar o país em uma posição na qual tenha as ferramentas “para lidar com a ameaça terrorista”.

Também afirmou que a Al Qaeda, “não é mais a organização que era” antes dos atentados contra o World Trade Center.

Hadley ressaltou a necessidade de defender em uma frente comum a atual estratégia do governo Bush no Iraque, eixo central para os Estados Unidos da luta antiterrorista, algo que não vem ocorrendo em nível legislativo.