Itália quer adotar sistema de pontuação para imigrantes

0
450

Só ficarão no país aqueles que cumprirem requisitos, entre eles falar o idioma e ter ficha limpa na polícia

O Governo italiano quer introduzir uma espécie de permissão de residência para os imigrantes, que poderá ser obtida a partir do acúmulo de pontos por dois anos. Ou seja, quem não cumprir os requisitos corre o risco de ser expulso do país ao final do período.

De acordo com a medida, a renovação da permissão de moradia será concedida aos imigrantes que alcançarem 30 pontos. Para tanto, eles terão que cumprir algumas obrigações, como falar o idioma, conhecer bem a Constituição italiana, ter a ficha policial limpa e os filhos na escola, por exemplo. O Ministro do Interior, Roberto Maroni, explicou que os escritórios de imigração serão os responsáveis pela avaliação do cumprimento dos objetivos.

Tudo faz parte de um projeto apresentado ao Parlamento, mas o Governo quer que a matéria se transforme em lei dentro de dois meses, no máximo, sob o nome de ‘acordo de integração’. A medida já recebeu as primeiras críticas, como de Livia Turco, do partido de oposição. “Isso criará obstáculos à integração e favorecerá as irregularidades”, disse.