Jogador brasileiro é destaque da vitória do time de Fort Lauderdale

0
1149

Meio-campo do Strikers, Pecka, foi eleito jogador da semana

DA REDAÇÃO

Jogador brasileiro é destaque da vitória do time de Fort LauderdaleO jogador brasileiro, Pecka, meio-campo do time de futebol Strikers, de Fort Lauderdale, foi considerado peça chave da vitória de 1 a 0 do time sobre o Edmonton Futebol Clube, do Canadá, no último sábado (25). Autor do gol, Pecka ajudou o Strikers a se manter vivo na liga e ainda foi eleito pela North American Soccer League (NASL) o jogador da semana.

“Estou muito feliz por ter recebido o prêmio”, disse Pecka,que jogou em 59 jogos da temporada regular com os Strikers desde 2011. “Eu trabalhei duro, nossa equipe jogou bem e tive a oportunidade de marcar para ajudar o time”, disse o jogador.

O jogo de sábado à noite entre os Strikers e Edmonton parecia destinado a um empate sem gols até que a equipe da casa aproveitou um erro na defesa aos 83 minutos de jogo. O brasileiro aproveitou a oportunidade, levantou a bola e mandou direto para o gol.

Pecka, ou melhor, Wellington de Jorge Estanislau Paeckart, de 25 anos. Depois de dez anos nas divisões de base do Flamengo, ele veio para os Estados Unidos na busca de melhores oportunidades para mostrar seu talento. “Aqui todos são bem vindos, independente da nacionalidade”, revela o jogador durante entrevista no estádio Lockhart enfeitado com as bandeiras de origem de todos os jogadores, entre elas a brasileira.

Ele lembra que, depois de dez anos no time da Gávea, não foi aproveitado no grupo principal. Seu contrato não foi renovado e a empresa proprietária do seu passe resolveu apresentá-lo para o time americano. A acolhida não poderia ter sido melhor. “Eu vim, fiz o teste e no mesmo dia assinei contrato”, lembra ele que, após os jogos, é um dos mais assediados pela torcida e pelos jornalistas.

Quanto à adaptação ao ritmo americano de viver e ao jeito de jogar futebol, Pecka garante que está completamente adaptado, mas ainda alimenta o sonho de um dia voltar a jogar em solo verde-amarelo. “Financeiramente aqui é melhor, mas não podemos negar nossas origens”, disse ele revelando ainda que gostaria de jogar na Europa e voltar aos times brasileiros antes dos 30 anos. “

Os Strikers completaram seis partidas sem perder. Com um jogo restante na temporada de outono, o time do sul da Flórida pode conquistar neste sábado (1) a quarta e última vaga na pós-temporada se vencer o Ottawa FC no Lockhart Stadium. Informações www.strickers.com.