Los Angeles pede perdão aos mexicanos

0
405

O conselho diretor do condado de Los Angeles desculpou-se formalmente por ter deportado milhares de mexicanos e mexicano-americanos que viviam no condado de Los Angeles” durante a Grande Depressão, porque supostamente eles estavam tomando empregos de cidadãos brancos nascidos nos EUA.

O MALDEF (Fundo Educacional e Defesa Legal Mexicano-Americano) foi reconhecido por seus esforços para obter uma desculpa formal do Estado da Califórnia àqueles indivíduos e famílias afetados pelo Programa Mexicano de Repatriação dos anos 30. A moção foi conseguida pela supervisora Gloria Molina.

Los Angeles integrou estas deportações oficiais, disse Molina. Há um ponto no qual a única coisa a ser feita é oferecer uma desculpa.
Aqueles levados para o México a partir de Los Angeles formam apenas uma parte dos mais de dois milhões de pessoas que as autoridades oficiais estimam terem sido deportadas ou forçadas a deixar o país durante a campanha na época da Depressão.
Estudiosos calculam que mais de 60% eram cidadãos americanos. Alguns disseram ainda que a campanha do sul da Califórnia serviu como modelo para o resto do país.

Molina revelou que houve batidas clandestinas em massa que muitas vezes separaram famílias. As famílias foram forçadas a abandonar, ou foram defraudadas de propriedades, frequentemente vendidas pelas autoridades locais como ‘pagamento’ pelas despesas de transporte decorridas de suas remoções, de acordo com a moção.

Políticos e advogados lançaram a campanha em 2003 para receber uma desculpa formal e reparações. Em 2005, o ex-governador Arnold Schwarzenegger assinou um projeto de lei desculpando-se para cerca de 400,000 cidadãos americanos e residentes legais que foram ilegalmente deportados para o México ente 1929 e 1944.