Lula cede e anuncia aumento para aposentados

0
424

Presidente disse que não poderia estragar a relação com brasileiros menos favorecidos

Contrariando a sua equipe econômica, que está preocupada com o fato de que a despesa adicional de 1,6 bilhão de reais pode comprometer o equilíbrio fiscal, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu conceder reajuste de 7,7% para aposentados que ganham acima do salário mínimo. A medida causou um racha entre governo e aliados e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que serão precisos cortes no Orçamento, inclusive em emendas dos parlamentares.

Segundo assessores, Lula estava extremamente aliviado e feliz. Ele teria dito que não poderia estragar a boa relação que tem com essa parcela menos favorecida da população e que aquela foi a melhor decisão que poderia tomar. Segundo o líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), prevaleceu a avaliação política do Congresso em ano de eleição, mas a equipe econômica não foi derrotada, pois haverá compensação no Orçamento.

O desfecho veio um dia depois de Lula ter dito que não faria extravagâncias em ano eleitoral. Depois do anúncio do reajuste, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que Lula estava agindo com o coração e não com a razão. Como foi publicado no Diário Oficial, o aumento deve figurar na folha de pagamento de julho provavelmente com um adicional, pois o reajuste é retroativo a janeiro. O presidente, porém, vetou o fim do fator previdenciário um cálculo que faz com que as pessoas tenham de se aposentar mais tarde para poder receber o benefício de forma integral.