Lula libera ministros para campanha, mas só nos fins de semana

0
514

Presidente insiste ainda no empenho redobrado de todos nas ações sociais

Mesmo com as pesquisas de opinião apontando uma confortável vantagem de sua candidata na sucessão presidencial sobre os adversários, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não quer ninguém acomodado em seu governo. Muito pelo contrário, ele exigiu de sua equipe um empenho maior nas ações federais nos próximos meses, especialmente no que diz respeito aos projetos sociais.

Esta foi a mensagem passada na última reunião ministerial, em que o presidente aproveitou para liberar seus comandados para a campanha eleitoral dos aliados, mas nos fins de semana. “O presidente quer que os ministros trabalhem até a meia-noite do dia 31 de dezembro. Ele avalia que o time está ganhando, mas não quer que ninguém se acomode ou que venha para a retranca”, disse o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, no fim da reunião.