Mais de 200 mil imigrantes brasileiros vão votar nestas eleições

0
387

Número aumentou 132% e chega perto do total de eleitores de um estado como Roraima. Só em New York há 21.076 cadastrados

O Tribunal Superior Eleitoral deu mais uma prova da força dos imigrantes brasileiros. De acordo com o levantamento, o número de eleitores que vivem no exterior aumentou 132% e agora são 200.392 pessoas que poderão exercer o seu direito de voto no próximo pleito. O número equivale à população votante do estado de Roraima.

O maior colégio eleitoral fora do Brasil está em New York, onde 21.076 pessoas se registraram para comparecer às urnas no próximo dia 3 de outubro e votar para presidente, apenas. A segunda maior concentração de eleitores brasileiros está em Lisboa (Portugal), onde mais de 12 mil conterrâneos estão cadastrados para o voto. De acordo com o TSE, há brasileiros registrados em países como Indonésia, Índia, Irã, Japão e Rússia.

No sul da Flórida, onde há cerca de 10 mil eleitores que transferiram seu título para este domicílio eleitoral, o Consulado informa que a votação será em Miami Downtown – no Wolfson Campus do Miami-Dade College (300 NE 2nd Avenue). Serão 26 seções e as urnas estarão abertas de 8am a 5pm. Os eleitores devem levar o título de eleitor e um documento com foto (pode ser passaporte ou identidade brasileira). Caso haja necessidade, o segundo turno está marcado para 31 de outubro.

Aqueles que vivem no exterior, mas mantêm domicílio eleitoral no Brasil, o caminho é a justificativa eleitoral, encaminhando o requerimento correspondente por via postal, dentro do prazo de até 60 dias após cada turno da eleição. No site do Consulado (www.brazilmiami.org) você encontra todas as dicas de como proceder.

Vale ressaltar que quem não solicitou a transferência do título para o exterior está impossibilitado de votar.