Mais denúncias de maus-tratos na Espanha

0
751

Grupo de brasileiros foi detido no aeroporto de Madrid

Brasileiros que chegaram de um vôo de São Paulo foram detidos pelo serviço de imigração da Espanha no aeroporto de Barajas, em Madrid. Segundo as autoridades locais, o grupo não apresentou documentos necessários para entrar no país. Até o meio da semana, cinco pessoas – entre elas uma criança de nova anos – ainda permaneciam detidas e denunciaram que sofreram maus-tratos por parte dos agentes.

“Passei por Madrid só para fazer uma conexão, meu destino final era a Itália, onde mora minha mãe. Os policiais disseram que minha carta convite não tinha o selo oficial e que, por isto, não era válida para entrar no país”, disse a universitária baiana Kauyna do Carmo Oliveira, de 21 anos. Outra estudante, Dayse Santana, também continuava retida no aeroporto e disse que estava sem escovar os dentes e sem trocar de roupa por vários dias. Além disso, ela conta que foi humilhada.

Segundo os brasileiros, os policiais retiveram malas e outros pertences do grupo. As autoridades declararam que mandariam os últimos detidos que ainda permaneciam na Espanha até o final de semana. O Consulado do Brasil em Madri esclareceu que não tem como reverter qualquer decisão de recusa de admissão na Espanha.

Em 2008, os brasileiros lideraram a relação de estrangeiros barrados pelos agentes de imigração espanhola em sua chegada ao país pelo aeroporto de Barajas, em Madrid. Segundo informações oficiais, 2.500 brasileiros foram impedidos de ingressar na capital espanhola no ano passado, enquanto que outros 2.764 foram barrados em 2007.