Mais um caso intriga as autoridades

0
646

Em mais um caso de aparente confusão por parte das autoridades de imigração, um homem que vive no Texas está lutando contra a sua possível deportação, sob a justificativa de que nasceu nos Estados Unidos. Segundo fontes da Justiça, Saul Espinoza, pai de cinco filhos e morador de Boerne (TX), teria dito na Corte Federal que é mexicano e os registros do processo não puderam ser alterados até a decisão final do juiz, no final de fevereiro. De acordo com o advogado Josue Martinez, seu cliente ficou preso por seis semanas como parte da pena, mas ele possui registros escolares, certificado de batismo e até certidão de nascimento.

“O Departamento de Segurança Nacional não investigou o caso apropriadamente. Saul não tem sequer conhecidos no México”, alegou Martinez. As autoridades de imigração, no entanto, se defendem dizendo que o processo passou pelo crivo normal. “Não há prisões aleatórias e deve haver alguma razão para que o ICE fosse atrás desse indivíduo”, defendeu-se Nina Purneda, porta-voz da entidade. O caso permanece sob investigação e a deportação foi suspensa, pelo menos por alguns dias.