McCain, Graham saem animados do encontro com Obama sobre imigração

0
566

Senadores estão elaborando um projeto de lei que atenda aos interesses da nação
Senadores estão elaborando um projeto de lei que atenda aos interesses da nação

Da Redação com WSJ – John McCain e Lindsey Graham saíram de uma reunião na Casa Branca animados, mas nada revelaram sobre as perspectivas de se superar o impasse da imigração este ano.

“Foi um dos melhores encontros que já tive como o presidente”, disse Graham (republicano de South Carolina) efusivo depois da reunião.

Ele afirmou ter ficado claro que o presidente Barack Obama está comprometido em aprovar uma lei sobre este tema, que pode ajudar a acalmar as preocupações dos republicanos de que este assunto possa transformar-se numa disputa política em vez de uma prioridade legislativa.

A parceria do presidente Obama do outro lado é composta por um grupo de oito senadores bipartidários, incluindo McCain e Graham, que estão moldando um plano abrangente para mudar as leis de imigração que tanto fortaleça a segurança nas fronteiras como permita um caminho à cidadania para milhões de pessoas que j;á vivem nos EUA.

McCain disse ter saído do encontro encorajado, mas rapidamente evitou responder às questões sobre os temas específicos que foram discutidos, reforçando que não divulgaria detalhes da reunião.

“Creio que o presidente está muito comprometido com a reforma abrangente”, afirmou McCain (republicano do Arizona) depois do encontro. “Isto significa que ele esteja comprometido com algo que nós não estejamos? Não.”

Os senadores democratas que estão trabalhando na legislação bipartidária – que inclui Dick Durbin, do Illinois; Chuck Schumer, de New York; Robert Menendez, de New Jersey e Michael Bennet, do Colorado se reuniram com Obama no início de fevereiro para debater o esforço. Mas agora a reunião foi com os representantes do partido republicano.

No momento em que a segurança na fronteira surge como um problema no debate sobre imigração, Graham disse que o presidente “entende que precisamos garantir ao máximo a segurança nas fronteiras” e confirmou que McCain destacou alguns pontos importantes no encontro realizado esta semana. Pressionado para dar mais detalhes, Graham entrou no elevador.
“Adios”, disse, despedindo-se dos jornalistas.