Menina sem rosto do ES precisa de ajuda para retornar ao Texas

0
2095

Vitoria Marchioli precisa continuar a série de cirurgias em hospital americano

Vitoria da Silva Marchioli A família da brasileira Vitoria da Silva Marchioli, de quatro anos, está pedindo ajuda da comunidade no Brasil e nos Estados Unidos para trazer a filha para mais uma cirurgia a ser realizada em um hospital do Texas. A garota nasceu com má formação crânio-facial e sua sobrevivência tem mantido a família unida e os médicos surpresos. As cirurgias são necessárias para que ela possa se alimentar normalmente e também é uma tentativa de construir algo parecido com um rosto.

Ela esteve no Texas no começo do ano onde passou por algumas cirurgias, mas a família vai ter que voltar em novembro deste ano. A cirurgia está marcada para o dia onze, e a família planeja viajar no dia nove porque Vitoria precisa se apresentar à equipe médica no dia dez.

Família vai precisar também de recursos para se manter no albergue Ronald McDonald’s (mantido pela rede de restaurantes Mcdonalds), que custa em média $350 por mês. A menina necessita ainda de fraldas tamanho cinco, leite e sondas.

Quando estavam nos EUA, os pais de Vitoria, Ronaldo e Jocilene Marchioli, abriram uma conta corrente para receber doações. Quem quiser ajudar a família pode entrar em contato com a mãe, pelo email jomarchioli@hotmail.com e ou fazer qualquer depósito na conta bancária no Bank of America: número 586.031.021.585, o Routing Number para depósito direto é 111000025. No Brasil, a ajuda pode ser depositada em nome de Vitoria da Silva Marchioli, Caixa Econômica Federal, Op. 13, Agência 0719, Conta 9706-4.
Caso

Os médicos americanos do hospital especializado em queimados, Shriners, localizado em Galveston (TX), vão tentar construir seu rosto. Ela nasceu sem um olho, sem o céu da boca e sem nariz. No lugar desses apenas um buraco que vem sendo aos poucos fechado com ajuda de cirurgias já realizada por médicos no Espírito Santo, Minas Gerais e agora Estados Unidos. No entanto, a família está ciente de que Vitoria vai precisar de muito mais para chegar próxima a ter uma vida normal.