Michael Schumacher anuncia aposentadoria da Fórmula 1

0
375

Em números, ele é o maior vencedor de todos os tempos na categoria

A aposentadoria de Michael Schumacher foi confirmada oficialmente nesta quinta-feira (4), mas passou a ser seriamente especulada desde o anúncio de Lewis Hamilton para sua vaga na Mercedes na próxima temporada. No entanto, o heptacampeão disse que ainda tinha opções para continuar no grid.

Se eu quisesse ficar, teria opções, mas eu realmente não estava a fim, honestamente, declarou Schumacher na coletiva de imprensa em Suzuka após o anúncio de sua segunda aposentadoria.

O alemão evitou detalhar os seus planos para o futuro pós-aposentadoria: Tenho opções, obviamente que sim, e vocês sabem quais são. Mas, aconteça o que for, vamos decidir na hora certa, comentou o heptacampeão, deixando claro no que está pensando no momento: Faltam seis corridas.

Depois de uma temporada decepcionante e com direito a episódios constrangedores como a batida em Jean-Eric Vergne em Cingapura, Schumacher admitiu estar se sentindo bem para completar as corridas que faltam com menos pressão.

Estou aliviado. Foram três anos de trabalho duro, para tentar manter a motivação e a energia para seguir em frente, admitiu Schumacher, que acrescentou: Disse na minha primeira aposentadoria em 2006 que minha bateria estava vazia, e agora está na zona vermelha. Não tinha certeza se poderia recarregá-la, e senti que era a hora da liberdade novamente.

Sua vaga será ocupada por Lewis Hamilton a partir de 2013. O piloto da McLaren assinou contrato com a Mercedes por três temporadas.
Para o seu lugar, a escuderia inglesa contratou Sergio Perez, a jovem revelação mexicana que trocará a Sauber pela McLaren, onde formará dupla com Jenson Button. A vaga de Perez na Sauber ainda não foi preenchida, assim como a Ferrari ainda não confirmou Felipe Massa como seu piloto em 2013.