Mitt Romney obtém apoio em Miami

0
677

Apesar de suas posições mais moderadas em termos de imigração, o candidato preferiu não opinar

Mitt Romney esteve em Miami-Dade, o condado da Flórida com o maior número de imigrantes, e conseguiu o apoio de três respeitados cubano-americanos republicanos que desafiaram a linha do partido para dar apoio ao Dream Act, um programa pró-imigrante.

Entretanto nenhuma palavra foi dita especificamente sobre imigração um dos temas de maior destaque nas hostes republicanas durante o evento de apoio dos deputados federais Ileana Ros-Lehtinen e Mario Diaz Balart e do deputado Lincoln Diaz Balart.

Na comunidade cubano-americana, poucos políticos são tão unidos como os três amigos, como Ros-Lehtinen os batizou. Lincoln Diaz-Balart é ainda muito popular com nicaraguenses e haitianos, que receberam anistia sob dois projetos de lei que ele conseguiu aprovar no Congresso no final dos anos 90.

Atualmente anistia é um palavrão nas primárias políticas republicanas. Romney disse se opor ao Dream Act, que fornece um caminho para a cidania para alguns imigrantes, e tem investido contra outros imãs que levam as pessoas a entrar ilegalmente ou permanecer nos Estados Unidos.

Divergências

Depois do evento, os três líderes hispânicos reconheceram seus desacordos com Romney na questão da imigração. Mas disseram acreditar ser ele o melhor candidato na disputa embora o ex-presidente da Câmara Federal, Newt Gingrich, seja um amigo que esteja apoiando mais consistentemente a abrangência da imigração, como eles desejam.

Quando você analisa em profundidade todas as posições dos candidatos, não há as diferenças que alguns jornalistas estão apontando, disse Lincoln Diaz-Balart. Tenho diferenças com o governador Romney em sua abordagem e suas prioridades no que se refere à imigração”, completou e ratificou estar apoiando Romney porque o ex-governador de Massachusetts e defensor da iniciativa privada consertará a economia claudicante.

Quando indagado sobre imigração, Mario Diaz-Balart concordou com o irmão: Concordo em 100 por cento com suas posições? Não. A questão nº 1 é reativar a economia , porque mesmo quem está aqui ilegalmente não tem empregos nos EUA.

Romney destacou que seu avô era do México e se mudou para os Estados Unidos quando seu pai, George W. Romney, era um menino. Carpinteiro de profissão, George Romney chegou ao comando da American Motors Corp. no Michigan, onde mais tarde tornou-se governador e tentou eleger-se presidente, sem sucesso. Romney, no entanto, claramente fugiu das perguntas sobre imigração.

Romney, porém, respondeu a dois anúncios na web, veiculados pelo Comitê Nacional Democrata, que o acusam de ser um candidato sem personalidade, que muda constantemente de posição sobre imigração, impostos, direitos dos gay e uma porção de outros assuntos. Um grupo pró direitos dos gays, o Log Cabin Republicans, saudou Romney por ter aceito o apoio de Ros-Lehtinen, que defende os direitos dos gays.

Romney gostou de ter sido o alvo da atenção dos democratas. Acho que é uma honra ter recebido a primeira pedrada vinda do lado de lá. Mas me considero bem preparado para assumir a presidência. Ele não quer me enfrentar. Ele não quer encarar alguém que pode falar sobre a economia, que pode falar sobre seu deesempenho e que pode criar empregos para a América como eu posso, discursou.

Ros-Lehtinen disse apreciar os predicados de Romney sobre a economia e não se importa sobre as diferenças que ela tem com o candidato sobre outros temas. Não há candidato perfeito, admitiu. Temos algumas discordâncias sobre algumas coisas. Mas, neste momento, o que mais importa são os empregos, finalizou a deputada.