Museu lembra vítimas do World Trade Center

0
1707

Área será aberta ao público no dia 21 de maio

Museu lembra vítimas do World Trade Center

DA REDAÇÃO COM OLHAR NEWS E CNN – “Um simbolo de resistência e de que os americanos não temem o terrorismo.” Foi com essas palavras que o presidente Barack Obama inaugurou na tarde de quinta-feira (15) o September 11 Memorial Museum, em New York, num local ao lado de onde se erguiam as torres gêmeas do World Trade Center, destruídas pelo ataque terrorista de 2001. A cerimônia contou com a presença de autoridades, sobreviventes e familiares dos mais de 2.700 mortos pelo ataque.

Museu lembra vítimas do World Trade Center
Painel em memória a 11 de setembro no September 11 Memorial Museum

O museu será aberto ao público no dia 21 de maio e terá mais de 12.500 peças em exposição, 1.995 horas de gravação de áudio, contando histórias da época, inclusive as ligações feitas por vítimas às famílias e ao Corpo de Bombeiros, além de outras 580 horas de vídeos mostrando os estragos e a operação de resgate.

O museu é o resultado de oito anos de trabalho, desde o planejamento da exposição até a coleta de material de demolição e objetos das vítimas. Poderão ser vistos, entre outras peças, um carro de bombeiros praticamente destruído e o motor do elevadores de uma das torres.

O que chama mais atenção são os objetos pessoais de vítimas que estavam a bordo do voo 11 da American Airlines que se chocou contra a torre norte. Duas vigas e a escada rolante de uma das torres dão a idéia da destruição causada pela tragédia. Parentes das vítimas e equipes de emergência não pagam para entrar no museu, que também contém restos mortais de vítimas não identificadas.

Em seu discurso, o presidente Barack Obama chamou o museu de um “lugar sagrado para a cura e esperança”. Ele também afirmou que a homenagem às vítimas é uma forma de garantir que “as futuras gerações nunca se esquecerão do pior ataque terrorista já feito em solo americano”.