O sucesso em Miami tem o nome de Carol

0
3867

Tradicionais comerciantes de Miami apostam agora no ramo gastronômico

Carol MouraDA REDAÇÃO – Entre 1985 e 1998, a principal referência para o brasileiro que vinha a Miami comprar eletrônicos, tênis, bonés e roupas de grife, era a Carol Shop, na 1st Street, Downtown Miami. Nessa época, todos os dias, centenas de brasileiros vestindo camisas com a logomarca da excursão que os trazia, desembarcavam na loja e saíam com as sacolas abarrotadas de produtos. “Os ônibus chegavam às sete da manhã, tínhamos uma lanchonete no fundo da loja que servia café da manhã e por lá os brasileiros compravam até às 10 da noite”, explica Carolina Moura, a Carol, filha única de Tony Moura e Denise, que dá nome a todas as propriedades do casal. “Eles não têm criatividade para nomes”, brinca Carol. Ela chegou de São Paulo com os pais em 1985 em Miami com apenas 2 anos e meio de idade.

Carol ShopO período de ouro da Carol Shop, em que o dólar e o real chegaram a ter quase o mesmo valor, encheu Downtown de lojas do mesmo estilo e atendentes falando português proliferaram na região. A Carol Shop foi pioneira. “Éramos todos amigos, uma concorrência saudável, cada um com sua clientela”, explica a empresária.

Com a melhoria da economia brasileira, o aumento do acesso ao crédito, a alta do dólar e a concorrência de lojas maiores, como Best Buy e Wall Mart, esse nicho do mercado desapareceu em Miami. “Fechamos a loja e voltamos para o Brasil. Meu pai tinha uma fazenda em Campo Grande (MS) e por lá ficamos por mais de dez anos. Eu voltei em 2007 porque fui criada aqui e para mim era muito difícil ficar no Brasil”, relata.

Outro comércio
Entre uma visita e outra, os pais de Carol, com o sangue de comerciante na veia e a lembrança viva do sucesso da Carol Shop, decidiram voltar para Miami. Tony e Denise abriram um restaurante na mesma rua da antiga loja que, no passado, recebeu visitas ilustres como do piloto Ayrton Senna e dos cantores Chitãozinho e Xororó. O nome do restaurante? Carol’s Restaurant e oferece comida italiana e brasileira.

“A reforma do local durou 18 meses e inauguramos em dezembro do ano passado. O restaurante mistura a culinária italiana e brasileira e a ideia já deu certo. Temos o dia da feijoada, do estrogonofe e do escondidinho de carne seca, mas também, temos massas e pizzas”, afirma a empresária.

O restaurante está aberto de segunda a sábado para o almoço e almoço e jantar de quinta a sábado. Para mais informações o telefone de contato é o (305) 373-7622.