Obama pretende ir à praia no Rio de Janeiro

0
417

Agenda na Cidade Maravilhosa inclui ainda um discurso aberto ao público

Se o mundo enxerga o Rio de Janeiro como uma cidade perigosa, o mesmo não pode ser dito do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Mesmo aconselhado por seus assessores a evitar passeios públicos durante a viagem oficial à Cidade Maravilhosa, em março, ele garantiu que vai incluir na agenda a visita a um programa social numa favela carioca, bem como dar um mergulho numa praia, provavelmente Copacabana.

Em reunião com representantes da Casa Branca, o ministro da Relações Exteriores, Antonio Patriota, ficou sabendo que Obama não cogita tirar a escala no Rio durante os dois dias em que vai estar no Brasil, 19 e 20 de março nem mesmo para um encontro com empresários de São Paulo, que estavam insatisfeitos por não participarem de uma reunião específica com o líder americano. A saída, então, foi agendar um encontro com eles em Brasília.

Além da visita à praia, Obama quis incluir na programação do Rio de Janeiro um discurso aberto ao público, onde pretende falar “de coração” aos brasileiros. Na opinião do presidente dos Estados Unidos, a cidade tem muito em comum com sua história, especialmente a mistura social e racial da população. Não está descartada a ida, na comitiva, da família de Obama mulher e duas filhas.