Os roqueiros do Forró

0
757

Integrantes do trio Folha de Bananeira admitem paixão por Pink Floyd e Iron Maiden

É possível uma banda de forró ter como influências Pink Floyd e Iron Maiden, duas das maiores referências mundiais em rock? Pois pergunte aos integrantes do Folha de Bananeira – um grupo brasileiro aqui do Sul da Flórida, que tem como forte do repertório as canções de Luiz Gonzaga, o ‘rei do baião’ – quais são os seus ídolos. “É verdade, gostamos muito de rock, mas a comunidade brasileira aqui curte mais o ritmo do forró universitário e, então, resolvemos aderir”, admite Marcelo Bakus, baixista do ‘Folha’.

Não é de se espantar que os músicos da banda – na verdade, um trio – sejam oriundos do rock. Como Marcelo, o baterista Nil Araújo também fez parte do grupo Erva Daninha, que fez muito sucesso entre os brasileiros que vivem nos Estados Unidos entre 2005 e 2006, chegando a abrir os shows de Charlie Brown Jr., O Rappa e Barão Vermelho. “Rodamos a América tocando só rock and roll”, relembra o baixista.

O terceiro integrante da trupe, o sanfoneiro Renato Costa, também é bastante conhecido da comunidade, pois sempre se apresentou na noite de Broward, especialmente ao lado da cantora mineira Sirlene, com repertório variado, que ia do pagode à MPB. Além disso, Nil e Renatinho, antes de virem para a América, viveram um sonho chamado P.O. Box, que em dois anos incendiou os palcos pelo Brasil com uma música pop, que falava sobre um tal ‘papo de jacaré’.

Versatilidade, aliás, é o forte da banda. É claro que eles são apontados como um trio de forró, pois os shows que fazem no bar Crabby Jacks (Deerfield Beach), aos domingos à noite, estão sempre lotados de fãs, inclusive gringos, que adoram o gênero. No Boteco (North Miami), a canja das quintas-feiras, a cada 15 dias, também se concentra no forró. No entanto, às sextas e sábado, eles se apresentam no Café Mineiro e no Barriga Cheia, respectivamente, tocando de tudo: axé, sertanejo, MPB e, é claro, rock. “Isso tem sido muito importante para a nossa formação musical, pois faz com que a gente esteja sempre tentando descobrir novos estilos e técnicas”, conta Marcelo, que também tem projetos paralelos ao Folha e toca com bandas americanas de rock e country music.

O trio se prepara para lançar, ainda este ano, o seu primeiro CD. O projeto está na fase de escolha de repertório, mas Marcelo adianta que a idéia é pegar músicas de intérpretes famosos, como Luiz Gonzaga e Rabo de Saia, e inventar novos arranjos. Os fãs da banda estão ansiosos pelo resultado. “Felizmente o nosso público vem crescendo”, vibra o paulista. Para conhecer melhor o Folha de Bananeira, os interessados podem acompanhar a agenda através de uma comunidade no Orkut, com o nome do trio.

O trio

Marcelo Bakus, baixista – nasceu em São José dos Campos (SP), onde começou a tocar na noite. Acompanhou a banda de artistas famosos, como Luiza Possi e Sandra de Sá, até que decidiu vir para os Estados Unidos estudar inglês, em 2004… acabou ficando. Mora em Boca Raton.

Nil Araújo, baterista – goiano, Nil integrou a formação original do grupo P.O. Box, que ocupou o primeiro lugar das paradas no Brasil, na década de 90. Era o baterista e, depois que a banda se desfez, decidiu se mudar para os Estados Unidos, em 2004, e hoje vive em Coral Springs.

Renato Costa – outro que fez parte do P.O. Box e também nasceu em Goiás. Renatinho, de Deerfield Beach, formava com Sirlene uma dupla de talento na noite do sul da Flórida e, agora, sanfoneiro do Folha de Bananeira, volta a experimentar o sucesso junto à comunidade.