Palmeiras decide manter Kleina mesmo após goleada

0
474

Apesar do vexame em Mirassol, equipe continua no G8 e pode classificar-se para os playoffs

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, e o diretor executivo, José Carlos Brunoro, se reuniram nesta quinta-feira (28) na Academia de Futebol e decidiram que Gilson Kleina será mantido no cargo mesmo depois da goleada por 6 a 2 sofrida diante do Mirassol na noite anterior. O encontro não teve a participação do treinador.

Nem o presidente nem o diretor executivo estiveram em Mirassol na noite de quarta-feira (27) durante a derrota vexatória do Palmeiras. Nobre foi chefe da delegação da seleção brasileira nos amistosos contra Itália e Rússia e retornou a São Paulo nesta quinta. Já Brunoro ficou em São Paulo por causa de outros compromissos profissionais.

Logo após a goleada no estádio José Maria de Campos Maia, Kleina já havia avisado que não pretendia entregar o cargo: “Aqui não vamos desistir. A decisão cabe aos dirigentes, mas eles sabem que estamos trabalhando”, disse em entrevista à rádio Globo. “Não vamos desistir. Jamais. Nenhuma derrota como essa é satisfatória. Estamos com vergonha, sei como o torcedor fica sentido. Mas agora a reação é questão de honra”, complementou.