Palmeiras estreia novo estádio com derrota para o Sport

0
754

Primeiro jogo do time em novo estádio registrou placar de 2 a 0 para adversário; torcida se revoltou com resultado

DA REDAÇÃO COM GLOBO ESPORTE

MARCOS RIBOLLI
Palmeiras estreia novo estádio

Palmeiras estreia novo estádio

Uma noite bipolar. Assim pode ser definida a partida entre Palmeiras e Sport, jogada no novo estádio do time alviverde, a Allianz Arena, em São Paulo. O que começou com uma belo festa desde o fim da tarde nas proximidades do estádio terminou com xingamentos e tristeza. A derrota por 2 a 0 para o time pernambucano jogou um balde de água fria nos 35.939 torcedores.

No primeiro tempo, a tônico foi o hino do Verdão e as canções de incentivo da torcida. Cada lance, dividida ou até amarelo para jogadores do Sport eram comemoradas. Apenas xingamentos por erros da arbitragem substituíram as músicas de apoio ao time na etapa inicial.

Já no segundo tempo, a coisa mudou de figura. A intensidade dos gritos foi baixando na mesma proporção em que a apreensão pelo resultado aumentava. “Palmeiras, minha vida é você”, “100 anos de histórias, lutas e glórias” e “nada vai mudar nosso amor, nada vai mudar nossa paixão”, canções mais escolhidas pelos torcedores, deram lugar ao nervosismo. E o balde de água fria veio aos 32 minutos com o gol de Ananias, ex-palmeirense.

A partir daí o ambiente se transformou. Prova disso foi a substituição de Wesley, xingado por todo o estádio quando deu seu lugar para Mazinho. No fim, o gol de Patric apenas sacramentou o placar que já não servia para o Verdão.

Com a derrota, o clima de revolta se instalou de vez entre a torcida. “Time sem vergonha”, “diretoria vai se f… sou palmeirense e estou cansado de sofrer” e xingamentos ao presidente Paulo Nobre passaram a ser ouvidos. A noite de festa terminou com tristeza e revolta pelo risco de real de queda. Entre os cantos entoados pelos torcedores alviverdes, uma ameça: “Olê le lê, ola la lá, se cair pra Série B, se prepara pra apanhar!”

Mais tarde, durante a madrugada, foram feitas pichações em um portão da arena localizado na rua Padre Antônio Tomás. “Fora Nobre” e “time ridículo” foram algumas das pichações.

O Palmeiras é o 14º colocado do Brasileirão, com 39 pontos, e luta contra o rebaixamento. O Verdão está três pontos acima da Chapecoense, 17º lugar e primeira equipe dentro do Z-4–o time catarinense joga nesta quinta-feira contra o Fluminense, no Maracanã.