Papa diz que imigrantes são um bem para a humanidade e não um problema

0
387

Sumo Pontífice criticou condições de trabalho de indocumentados em todo o mundo

Coube à maior autoridade da Igreja Católica, o Papa Bento XVI, fazer a defesa dos imigrantes no maior evento mundial que trata justamente do fenômeno migratório na era da globalização. Além de criticar as péssimas condições de trabalho a que são submetidos os indocumentados que optam por viver longe de seus países, o sumo pontífice disse que os imigrantes “não são um problema, mas sim um bem para o desenvolvimento da humanidade”.

O discurso foi feito no 6º Congresso Mundial para Pastoral dos Emigrantes e Refugiados, realizado no Vaticano. O papa denunciou que, devido à crise econômica mundial, muitos são obrigados a fazer trabalhos que não estão de acordo com a dignidade humana: “Na verdade muitos enfrentam os dramas da emigração mais para sobreviver do que para melhorar as condições de vida deles e de seus parentes”, acrescentou Bento XVI.

Ele aproveitou para fazer também uma crítica às nações ricas, ressaltando que cresce a cada dia o abismo econômico entre os países pobres e os industrializados. Segundo o papa, a crise econômica mundial tem obrigado milhares de pessoas a abandonarem sua terra e comunidades de origem, para aceitar trabalhos que não estão de acordo com a dignidade humana. “Chegou o momento de refletir sobre as consequências de uma sociedade baseada apenas no desenvolvimento material”, alertou o alemão, que vê no atual fenômeno da imigração uma condição a favor do entidmento entre os povos e a construção da paz.