Passeatas em favor dos imigrantes vão acontecer em mais de 100 cidades

0
404

Pelo 3º ano, manifestações do 1º de Maio devem reunir mais de um milhão de pessoas

Como acontece desde 2006, o Primeiro de Maio foi o dia escolhido por entidades de defesa dos imigrantes para chamar a atenção do governo norte-americano e dos candidatos à presidência sobre a necessidade urgente de uma reforma imigratória. Na data, que está sendo chamada de super-quinta, serão realizadas passeatas em pelo menos 100 cidades americanas, em manifestações que devem reunir mais de um milhão de pessoas.

“É fundamental que as autoridades e a população em geral escutem o chamado dos imigrantes que ajudam este país a ser a maior potência do mundo”, disse Javier Rodriguez, diretor do grupo 25 de março, de Los Angeles. Para ele, os principais atos vão acontecer na Califórnia, Nova York, Flórida e Massachusetts.

Uma das preocupações dos organizadores da passeata é assegurar que a polícia não vai reprimir os manifestantes. No ano passado, num episódio no McArthur Park, dezenas de imigrantes ficaram feridos após confrontos com policiais, enquanto marchavam pacificamente pelas ruas de Los Angeles. A delegacia local confirmou a determinação de um aumento de contingente nas áreas das manifestações, mas garantiu que os participantes não serão incomodados.

“Não podemos viver com medo. Precisamos de tranqüilidade para sermos mais produtivos e ajudarmos o país a melhorar sua economia”, disse Gloria Saucedo, dirigente da Irmandade Mexicana, criticando as ações da polícia de imigração que têm como objetivo único caçar indocumentados. No sul da Flórida, quatro pontos de encontro já foram definidos: os imigrantes vão se reunir em Homestead, na Calle Ocho (Miami), Flagler Street (Downtown) e em South Beach.