Pelé defende teto salarial para jogadores

0
457

Rei do Futebol está preocupado com inflação do mercado

O maior jogador de futebol de todos os tempos está preocupado com os rumos que o futebol está tomando, mas não dentro das quatro linhas. Segundo Édson Arantes do Nascimento, o Pelé, o esporte mais popular do mundo está indo na contramão da atual crise financeira, com salários astronômicos para as grandes estrelas. Segundo ele, o ideal seria a criação de um teto salarial para os jogadores de futebol, evitando assim o que chamou de “abuso dos valores de mercado”.

Pelé não citou o Real Madrid, mas certamente o clube merengue serve de exemplo para o que o Rei falou: o time da capital espanhola terá que pagar salários exorbitantes na próxima temporada para os recém-contratados Kaká e Cristiano Ronaldo – juntos, eles devem receber mais de 22 milhões de euros por ano. Para Pelé, isso prejudica a imagem do esporte. “No meu tempo era um pouco diferente, nós não tínhamos grandes patrocinadores. Hoje existem grandes patrocinadores, grandes companhias que ajudam o futebol. Mas do meu ponto de vista e do ponto de vista da Fifa o salário dos jogadores deveria ser controlado”, disse o brasileiro, defendendo valores mais adequados à realidade.

MAS….

Real Madrid vende duas mil camisas de Cristiano Ronaldo em menos de duas horas

Um argumento contrário à opinião de Pelé vem também da Espanha, onde o Real Madrid colocou à venda a camisa oficial com o nome do jogador e negociou mais de duas mil unidades em menos de duas horas, ao preço unitário de 85 euros – um lucro, portanto, de 170 mil euros, ou o equivamente a 1.500 euros por minuto no período. “O fora-de-série traz um benefício incalculável ao clube, seja através da comercialização dos produtos com a sua marca, seja através de divulgação gratuita na imprensa”, disse um dos executivos do Real Madrid, defendendo o investimento superior a 120 milhões de dólares na contratação do craque português junto ao Manchester United.