Pena de morte voltará a ser aplicada na Flórida

0
755

Homem condenado por matar criança (Mark Dean Schwab, na foto) receberá injeção letal em julho

Pouco mais de seis meses depois de suspender as execuções por injeção letal, a Flórida voltará a aplicar a pena capital no próximo dia 1º de julho. O governador do estado, Charlie Crist, assinou a ordem de execução de Mark Dean Schwab, de 40 anos, condenado por seqüestrar, violar e matar uma criança de 11 anos, Junny Omar Ríos-Martínez, na cidade de Cocoa, em abril de 1991.
A última execução na Flórida aconteceu em dezembro de 2006, quando um homem demorou 34 minutos para morrer (o dobro do tempo aceitável), devido a erros na aplicação da injeção. Valendo-se disso, os advogados de Schwab entraram com um pedido para adiar sua execução, até que a Suprema Corte dos EUA se pronunciasse sobre a questão da possível inconstitucionalidade do método de injeção letal, o que acabou ensejando a suspensão dos atos em dezembro do ano passado. No entanto, com a decisão do órgão máximo de Justiça do país e a assinatura do decreto do governador, a prática será retomada.
A injeção letal, composta por um coquetel com composto pentotal de sódio (para induzir a inconsciência), brometo (que relaxa os músculos da vítima para evitar seus movimentos involuntários) e cloreto de potássio (que paralisa o coração), será aplicada em Schwab na prisão estatal de Starke.